quinta-feira, 24 de maio de 2012

LUIZINHO. O SIRIZINHO DIFERENTE


EM UMA CERTA PRAIA, HAVIA UM TAL DE LUIZINHO.
QUE ERA UM CERTO SIRIZINHO, QUE SÓ SABIA RECLAMAR.

RECLAMAVA PARA O PAI, PARA A MÃE E OS IRMÃOS.
QUERIA UMA SOLUÇÃO, PARA O SEU JEITO DE ANDAR.

NÃO ENTENDIA O LUIZINHO, O QUE LHE SAIU ERRADO.
QUANDO A FAMÍLIA FOI CRIADA, DE TODO SIRI DO MAR.

PORQUE ERA TÃO DIFERENTE, DOS BICHOS QUE NO MAR VIVEM.
DOS QUE EM TERRA RESIDEM, DOS PÁSSAROS VOADORES.

DE TODOS OS ANIMAIS, DE QUE JÁ OUVIU FALAR.
NO SEU JEITO DE ANDAR, NUNCA TEREM RECLAMADO.

PARA NOSSO LUIZINHO, O SEU MAIOR PROBLEMA.
O SEU ENORME DILEMA, ERA TER DE ANDAR DE LADO.

TODOS QUE ALI VIVIAM, IAM SAINDO DE FININHO.
QUANDO VIAM QUE LUIZINHO, ESTAVA VINDO POR PERTO.

PORQUE NINGUÉM AGÜENTAVA, OUVIR LUIZINHO RECLAMAR.
DO SEU JEITO DE ANDAR, SE PARA FRENTE ERA O CERTO.

OS PEIXES DO MAR APELIDARAM LUIZINHO.
E CHAMARAM O SIRIZINHO, DE O TAL “DE LADINHO”

LUIZINHO ENTÃO, COM RAIVA, TENTA PEGAR OS PEIXES.
MESMO QUE ESTES NÃO FUJAM, NÃO ACERTAVA O CAMINHO.

CERTA VEZ DE TARDINHA, LUIZINHO VIU UM MENINO.
QUE LHE ESTAVA SORRINDO. BRINCANDO A RODAR NA PRAIA.

QUANTO MAIS ELE RODAVA, MAIS ZONZO ELE FICAVA.
DEPOIS QUE ELE PARAVA, SAÍA DE LADO E RIA.

VENDO O QUE ACONTECEU, LUIZINHO FICOU CONTENTE.
E PERCEBEU QUE ATÉ GENTE, PODE DE LADO ANDAR.

LEMBROU ENTÃO LUIZINHO, QUE OS OUTROS ANIMAIZINHOS.
ANDAM PRA FRENTE OUA PRA TRÁS, E NÃO PRECISAM VIRAR.

A PARTIR DAQUELE DIA, AQUELE SIRIZINHO.
O TAL DE LUIZINHO, NINGUÉM OUVIU MAIS RECLAMAR.

ANDAVA TODO IMPONENTE, LÁ NO FUNDO DO MAR.
E SENTIA O MAIOR ORGULHO, DO SEU JEITO DE ANDAR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário