quarta-feira, 9 de maio de 2012

LETÍCIA, A LAGOSTA QUE QUERIA VOAR
























CONTAM QUE NESTE MAR, NO RECANTO DAS LAGOSTAS.
EXISTE UMA DAS MOÇAS, QUE LÁ NÃO QUIS MORAR.

ESSA PEQUENA LAGOSTA, NUNCA ESTAVA CONTENTE.
COM O FATO DE SOMENTE, TER QUE NA VIDA NADAR.

SEU SONHO ERA MAIOR, DO QUE SOMENTE NADAR.
TER FILHOS PARA CRIAR E VIVER LÁ NO FUNDÃO.

SEU SONHO ERA IR EMBORA, NADAR ATÉ UMA PRAIA.
E COM A AJUDA DA ARRAIA, VOAR COMO UM FALCÃO.

ASSIM ERA LETÍCIA, NOSSA PEQUENA LAGOSTA.
QUE CONTOU PARA UMA OSTRA, QUE DESEJAVA VOAR.

ERA ESSE SEU PENSAMENTO: PEGAR NO RABO DA ARRAIA,
SER LEVADA A UMA PRAIA, E SER LANÇADA NO AR.

ASSIM DECIDIU LETÍCIA, QUAL SERIA O GRANDE DIA.
EM QUE ELA DEIXARIA AQUELE FUNDO DO MAR.

CONVIDOU SEUS AMIGUINHOS, O PEIXE ESPADA, O TUBARÃO.
CAVALO-MARINHO, CAMARÃO. E ATÉ A ESTRELA DO MAR.

CHEGARAM ENTÃO À PRAIA, PARA O GRANDE MOMENTO.
QUE SERIA O LANÇAMENTO, DA LAGOSTA PARA O VENTO.

TODOS OS SEUS AMIGOS, NÃO QUERIAM PERDER.
AQUILO QUE SERIA O MAIOR ACONTECIMENTO.

O TUBARÃO DEU O SINAL, LETÍCIA FOI LANÇADA.
SAIU EM DISPARADA, PELO ESPAÇO A VOAR.

COM A FORÇA DO LANÇAMENTO, LETÍCIA SAIU VOANDO.
MAS A FORÇA FOI ACABANDO, LETÍCIA PAROU DE VOAR.

ANTES QUE LETÍCIA CAÍSSE AO MAR NOVAMENTE.
EIS QUE DE REPENTE, APARECEU UM FALCÃO.

O FALCÃO PEGOU LETÍCIA, SAIU COM ELA VOANDO.
BEM PRA CIMA FOI LEVANDO, NÃO A DEIXANDO IR AO CHÃO.

LETÍCIA ENTÃO PODE TER, TODO PRAZER DE VOAR.
LÁ DE CIMA OBSERVAR, O QUE AQUI EM BAIXO TEM.

VIU GRANDES FLORESTAS, O TAMANHO QUE É O MAR.
VÁRIOS PÁSSAROS VOANDO, AS MARAVILHAS DA TERRA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário