sexta-feira, 11 de maio de 2012

A ESTRELINHA LUIZINHA






















ERA UMA VEZ UMA ESTRELINHA, QUE NO FUNDO DO MAR MORAVA.
LUIZINHA SE CHAMAVA E TINHA A COR DO AMANHECER.

ELA ESTAVA PREOCUPADA, ERA BEM PEQUENININHA.
A MENOR DE SUA TURMINHA. E SÓ QUERIA CRESCER.

SUA IRMÃ ACONSELHAVA SUA MÃE SEMPRE DIZIA:
-LUIZINHA, MINHA FILHA, ESCUTA O QUE VOU DIZER:

__NÃO SE PODE SER ASSIM, É PRECISO SER FILHOTINHO.
VIVER COMO ANIMALZINHO, PARA DEPOIS CRESCER.

__VAI COM TUA TURMINHA, ATÉ O QUEBRA-MAR.
DEIXA A ONDA TE LEVAR, DEIXA O SOL TE AQUECER.

__FOGE DO TUBARÃO, PISA NO RABO DA ARRAIA.
BRINCA DE PIQUE NA PRAIA, SENTE O PRAZER DE VIVER.

__OLHA O TEU IRMÃO, QUE TAMBÉM JÁ FOI PEQUENO.
E VIVIA SÓ QUERENDO, CRESCER, SER GRANDE TAMBÉM.

__NÃO DEMOROU MUITO TEMPO, ATÉ QUE ELE CRESCEU.
E SÓ ENTÃO PERCEBEU QUE ERA GRANDE TAMBÉM.

PORÉM, A LUIZINHA, QUE NÃO SE CONFORMAVA,
MUITO MENOS ESCUTAVA, O QUE A MÃE LHE DIZIA.

FICAVA SEMPRE EM CASA, NÃO BRINCAVA COM A TURMINHA.
ESTAVA SEMPRE SOZINHA, NEM A PRAIA CONHECIA.

E REUNIDOS NO CORAL, OS SEUS AMIGUINHOS ENTÃO,
ENCONTRARAM A SOLUÇÃO, PARA LUIZINHA AJUDAR.

TODA TURMA REUNIDA, IRIA DE MANHÃZINHA.
LEVANDO A LUIZINHA, PARA VER O QUEBRA-MAR.

COMO HOUVERAM PLANEJADO TUDO ACONTECEU CERTINHO.
PARTIRAM TODOS JUNTINHOS, E FORAM AO QUEBRA-MAR.

LUIZINHA VIU A PRAIA, VIU A AREIA, VIU O SOL.
VIU A TORRE DO FAROL, NÃO QUERIA MAIS VOLTAR.

QUERIA FICAR NA PRAIA, VER CRIANÇAS A BRINCAR.
NO RABO DA ARRAIA PISAR, VER O DIA AMANHECER.

E ASSIM NESSA HISTÓRIA, AQUELA PEQUENA ESTRELINHA.
CUJO NOME É LUIZINHA, NÃO QUERIA MAIS CRESCER.

Nenhum comentário:

Postar um comentário